A politica da recuperação e trabalho

29.05.2017

 150 DIAS DO GOVERNO AMIN

 

Estamos completando 150 dias do atual governo Amin Hannouche, uma gestão totalmente nova se comparada às outras que esteve a frente. Tendo herdado uma prefeitura mergulhada em uma crise institucional sem precedentes, onde o prefeito anterior foi cassado do cargo por conta de inúmeras denúncias de irregularidades apontadas em sua gestão e a vice-prefeita ao assumir, em vez de aproveitar a oportunidade e mostrar sua competência e caráter político, preferiu promover fazer uma politica sem direção e egoísta de “cassação as bruxas”, proibindo à democrática e constituinte transição (procedimento comum na passagem de poder), negando acesso aos dados públicos à equipe do recém-eleito Amin.

 

RENUNCIA POR FALTA DE CAPACIDADE?

 

Não se sabe se por pressão do cargo a qual se mostrou totalmente despreparada ou por motivos de saúde (já que pra toda ação politica ela sempre tinha uma desculpa médica), a mesma Aurora que inclusive brigou para acelerar sua posse no cargo de prefeita, depois de fechar sua gestão a qualquer tipo de transparência para a nova gestão oficial eleita naquele momento. Alguns assessores mais chegados disseram que tal postura não vinha dela, mas de seu “super secretário” Hermes Fonseca (ex-prefeito e ex-deputado), que passando a ser o prefeito de fato, enquanto ela de direito, colocou Aurora de lado e passou a promover o seu tipo de politica, em que não agradando a ela, levou a mesma a renunciar.

 

A CRISE PROCOPENSE

 

Em meio há um universo de crise nacional e um pano de fundo de crise institucional, politica e financeira herdada no município, como um capitão que assume um barco no meio de uma tempestade e sem muita visibilidade dado ao momento, buscou cautela em seus atos, reduziu exponencialmente as chamadas nomeações de confiança, valorizou funções de comissão a partir de funcionários de carreira e com firmeza nos atos foi em frente para saber o tamanho do desafio. Em pouco tempo, com uma equipe reduzida, muito trabalho e sem recursos (o município teria sido repassado a Amin com um saldo negativo milionário), ao fechar o ciclo de 90 dias, o que Amin enxergou não o animou, pois o  “bicho” se mostrou mais feio do que parecia, com dificuldades endêmicas que iam desde a Saúde até a Educação, prefeitura sem negativas, malha asfáltica totalmente deteriorada, dificuldade financeira, apenas para citar algumas.

 

UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL

 

Com a problemática da falta de “transição” praticada por Aurora e Hermes Fonseca, fato que prejudicou demais a cidade, tão somente depois de 90 (noventa) dias é que a nova gestão pode entender e mensurar o embaraço dos processos “em desacordo” com dados e números “truncados, faltosos ou irregulares”. Foram dias de muito trabalho e esforço politico junto as esferas de governamentais para recolocar Cornélio Procópio ao menos de volta (uma vez mais) nos trilhos do progresso.  Sendo um gestor preparado e gozando de bom relacionamento com os governos Estaduais e Federais, uma vez mais, mesmo com tanta dificuldade, a nova gestão do prefeito Amin, conseguiu levar a maquina a frente podendo trazer a população ao menos (mesmo que depois de 90 dias), um apontamento de direção, com uma luz no fim do túnel.

 

PAVIMENTANDO UM NOVO CAMINHO

 

Com a casa mais organizada, com equipe reduzida e valorização de funcionários de carreira em funções de confiança, os dias que se seguiram a partir dali, começaram a revelar seus frutos. Foram várias ações que recuperaram a situação de “positiva” das certidões do município, inúmeras ações nas áreas de Saúde e Educação que normalizaram o atendimento público, bem como produção de eventos culturais e turísticos (pedidos pelo povo) que haviam sido abandonados.

Ao mesmo tempo em que trabalhava o fortalecimento das condições administrativas da cidade, Amin partiu para a gestão aplicada junto aos órgãos de governo e começou um dos processos mais aguardados e solicitados pela população, a recuperação da destruída malha asfáltica de nossa cidade. Hoje, ao completar 150 (cento e cinquenta dias) de governo, com ações de “tapa buraco” ou mesmo de  “recape asfáltico” no exemplo da Avenida Francisco Morato e a finalização das ruas do conjunto Marta Dequech para a entrega dos primeiros lotes de casa populares, deixam claro que a cidade voltou a se movimentar. É claro que existem muitos pontos a serem acertados, entre eles a melhora da composição de sua equipe de trabalho, mas em vista de como recebeu, já é uma boa foto para o futuro seu e meu.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Publicando o impublicável desde 2011

  • Facebook Black Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now