A Politica do CANO

25.07.2017

SANEPAR DA “CANO” EM EVENTO PROMOCIONAL

 

A diretoria da Sanepar depois de ter se comprometido em patrocinar um evento social em prol da PROVOPAR local, patrocinando um RODEIO que contou com a participação de inúmeras entidades e associações, depois de ter se comprometido resolveu literalmente “fechar a torneira”.

 

O evento que aconteceu nos dias 05, 06 e 07 de maio no formado de Festa do Peão de Cornélio Procópio, aconteceu no distrito de Congonhas e a promoção que contou com o apoio institucional da prefeitura do município, teve como critério de entrada  a doação de produtos de limpeza que foram destinados a Ação Social para distribuir às entidades do município. O evento ainda trouxe um parque de diversões e contou com apresentação de duplas sertanejas como Marcos e Dalton, Virgilio e Tiago, também teve provas de laço e r uma cavalgada, com almoço gratuito na chegada na igreja de Congonhas.

 

Passaram pelo evento, milhares de pessoas que além de prestigiarem o evento e participar com a família e amigos, contribuíram em peso para o propósito social, infelizmente o show só não foi completo pelo fato do “cano” dado pela Sanepar junto aos organizadores, fugindo do compromisso assumido antecipadamente em se responsabilizar pela doação de recursos que seriam destinados a cobrir parte dos custos do evento.

 

Os organizadores do evento, afirmam que ainda procuraram a diretoria da Sanepar em Cornélio Procópio, que mesmo tendo se comprometido anteriormente, reafirmaram que não poderiam cumprir com a palavra de apoio empenhada. Procurada pela reportagem do Blog, ninguém da Sanepar quis comentar o assunto, que deixou a imagem da instituição como de um verdadeiro “cano quebrado, sujando por ora sua água”.

 

CONSTRUTORA NÃO PAGA ARTISTA PLÁSTICO

 

 

Parece que existe um surto em não cumprir compromissos por parte de algumas empresas em Cornélio Procópio quando o assunto é evento social ou trabalho artístico. A exemplo da Sanepar, na nota narrada acima, outra empresa, esta da área de construção, depois de ter “vencido” a licitação para várias obras em Cornélio Procópio, revitalizando pontos turísticos e de uso comunitário importante para os procopenses, simplesmente resolveu não pagar pela colaboração artística e profissional de um grande artista plástico local.

 

A tal construtora, que além de outras obras teria sido a responsável pela revitalização e reforma do Estádio Ubirajara Medeiros, tendo feito um excelente trabalho diga-se de passagem, ao finalizar a reforma, encomendou um painel temático para a fachada do prédio, o qual destacou e assinou aquele trabalho.

 

Trata-se de uma escultura de um jogador de futebol, fazendo alusão a Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, em cimento vazado com detalhes em cerâmica. O trabalho de arte teria sido contratado por um valor justo, já previsto nos custos da obra, mas até o momento não teriam sido repassados ao artista, que goza de respeito nacional por várias obras assinadas por ele, tendo várias esculturas em destaque na cidade de Cornélio Procópio.

 

O artista plástico, que além de não receber, teria ficado ainda com o prejuízo dos custos do material utilizado. Ele teria dito que ao procurar o empresário da construtora em questão, alegando que aquele teria se apossado dos valores destinados ao pagamento da obra, o mesmo apenas se limitou a dizer que  simplesmente que as “coisas” estavam difíceis, sem dar nenhuma solução para o problema.

 

Embora, aparentemente as contas da obra junto a municipalidade pareçam estar fechadas, se o artista resolver denunciar a questão junto ao Ministério Público, o caso pode ser enquadrado como “apropriação indébita” e ai será um verdadeiro "gol contra", como costuma dizer o Gildo Alves.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Publicando o impublicável desde 2011

  • Facebook Black Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now