URUBU TA COM RAIVA DO BOI... DE NOVO?

29.06.2018

A manchete acima foi inspirada em um sucesso de Baiano e os Novos Caetanos, trio musical composto pelos humoristas Chico Anysio, Arnaud Rodrigues e Renato Piau satirizando no título o conjunto Novos Baianos e o cantor Caetano Veloso, na década de 70 e no caso do texto, uma contra crítica contextual aos pseudos jornalistas que se apresentaram em retóricas duvidosas desde o advento da redes sociais na internet.

 Na música, a letra diz: “Urubu ta com raiva do boi, mas eu (nem) sei que (se) ele tem razão, Urubu ta querendo COMER, mas o BOI não quer morrer não tem alimentação”. 

 

Sendo o boi o mais completo produto de agrobusiness do mundo, de onde se aproveita tudo, carne, leite, coro e até os chifres e cascos, posicionando este como algo positivo, no Urubu por sua vez, se faz um contraste negativo, sendo este uma ave de mau agouro, improdutiva, marginal e que só sobrevive na torcida que alguém se de mau.

 

No sucesso de 1970, fica claro que o URUBU é um “paria” do reino animal. Um desocupado que vive pelo egoísmo e interesse canibal, apostando sempre na desgraça alheia. Na sociedade humana, também temos "urubus" e "bois", sendo que na representação carniceira humana, seres  cada vez mais arrogantes e pederastas, donos de uma soberba inveterada como motivadora de seus “pútridos ideais”, coisa de índole (ou falta dela). Este tipo de “gente” só consegue aparecer falando ou praguejando mal dos outros. Não tem capacidade de produzir nada positivo, nem se fazer pelo esforço coletivo ou contribuir pela verdade com a comunidade onde vive,  falando e fazendo juizo do que não conhece e  vivendo as margens da realidade, onde verdade e fato, são para estes, pejorativos.

 

URUBU "NOSSO" DE CADA DIA...

 

CARNICEIRO E DESOCUPADO, “URUBU” SE VESTE DE PAVÃO E SEM PESQUISAR CONTEÚDO dos fatos do TRABALHO POLITICO DO “BOI” PUBLICA sempre TEXTO EM DESACORDO COM A VERDADE, QUERENDO HOLOFOTES pelo entedimento tosco no EXERCICIO DE DENEGRIR NOSSA CIDADE. 

 

 

No caso do texto que segue, fazemos uma comparação entre os “amadores” e “desocupados” que buscando aparecer, só sabem acusar e agredir em notas e posicionamentos egocentricos e negativos, atacando pra se promover, querendo ver sempre o BOI morrer para ele subsistir.

 

É triste ver que em Cornélio Procópio, onde temos tantos profissionais de primeira linha na arte de informar, ou com farta e comprovada experiência ou com a devida formação na área, ter que conviver com “malandros desocupados”, indivíduos sem “carteira assinada”, com passado obscuro de não ter vingado (demitido por justíssima causa) no único emprego registrado de sua área, postando seus "vomitos textuais" como matérias e como se fossem letrados ou melhor informados sobre fatos do cotidiano procopense, que todos demais verdadeiros profissionais.

 

Despreparados ao estremo, forjam conteúdos sem a devida pesquisa jornalistica, falando sempre inverdades e tentando inverter a realidade. Com tom de “paladinos” (mestres suínos na verdade), fazem um verdadeiro desserviço a nossa comunidade. São elementos “doutos”, que dependendo do nível de álcool mudam de palavra como quem muda de canal de TV.  Suas publicações volúveis, atacam sempre profissionais do meio, acusando "aqueles" de fazer as “besteiras” das infâmias que eles mesmo praticam e promovem. Claro por não ser profissionais, vão dizer que "tem o direito de dar sua opinião", comendo sua própria carniça como se fosse pão.

 

 TUDO URUBU SEM PELO...

 

São elementos sem pedigree, que mesmo puxando o saco de outras autoridades (sampaio que o diga), policiais (dizem quem tem ... tem medo né), mas ainda assim, sofrendo batidas policiais em ambientes de “buteco” por vadiagem ou vagabundagem, denigrem a imagem de quem tem, querendo parecer melhor que todos, um ser do bem. Tudo urubu sem pelo!

 

Estes mesmos marginais, por preguiça, incapacidade ou desvio de caráter já publicaram acusações inúmeras sobre pessoas, instituições de ensino, familia, mulheres e os poderes, e mesmo depois de constatar que tinham se equivocado, falado besteiras e cometido crimes contra a dignidade humana POR PROMOVEREM MENTIRAS. Sem um pingo de dignidade ou compromisso com a verdade (ou falta desta capacidade) ainda que confrontados pelos fatos, em vez de mostrarem caráter e assumir estarem errados, apenas se calam com “rabinho entre as pernas” e “cara mau lavada”, tentando se justificar da sua opinião errada, chegando a “lamber saco” de quem um pouco antes “atacavam de fato”. 

 

SEM NOÇÃO QUE DESCONHECE OS PROCEDIMENTOS

 

Alguns, falam tanto das viagens de vereadores, do prefeito, de secretários e outros agentes públicos, sem ao menos fazer uma simples conta. Meu avô dizia que "em política a gente até pode ser burro, mas temos que saber fazer contas". 

 

Falam  tanto da viagem de alguns agentes publicos fazem por força do trabalho, achando que, quando enfrentam 12 horas de estrada (ida e volta a Curitiba por exemplo), com perigo de acidentes, deixando a familial em casa, se enjaulando em um veículo por horas e depois, CUMPRINDO UMA EXTENSA AGENDA DE visita e reuniões de trabalho em departamentos e órgãos de governo, sempre documentados,  onde ALÉM do PROTOCOLO do MOTIVO DA VISITA, são OBRIGADOS a colher um COMPROVANTE atestando por cada órgão visitados. Sim, em uma visita a Sanepar por exemplo, esta foi informada antes da saida, do seu horario e conteúdo e uma vez estando no destino, o diretor daquela autarquia ou órgão público tem que confirmar por documento próprio que o fato aconteceu.

 

Uma pessoa escrever sobre isso, sem apresentar este conteúdo e justificativas oficiais,  mostra o grau de despreparo ou de maldade nos que acaba divulgado. Confrontando tais posturas,  DEIXA CLARO QUE tais textos ou são "matérias paga" de prática marrom a serviço da chamada oposição ou mentiras deslavadas, com interesses mesquinhos particulares de quem além de preparo, mostra sua verdadeira intenção.

 

Um exemplo prático. Nesta semana vereadores e prefeito se encontraram em Curitiba, cada um com sua agenda, cada um em sua própria caminhada, mas que acabaram em se encontrar em alguns destes eventos. Por exemplo, será que é ruim vereadores terem voltado de CURITIBA só nesta viagem com a SOLUÇÃO DO PROBLEMA DA AGUA E ESGOTO no DISTRITO DE CONGONHAS que estava recebendo AGUA SUJA EM CASA.

 

Será que terem atendido a população e ao constatar que o caso precisava de DELIBERAÇÃO junto a diretoria da SANEPAR para sanar esta reinvindicação do povo, buscando apoio com DEPUTADOS que são de seus partidos afim de liberar recursos para demanda, seja algo negativo? POIS ESTA FOI UMA DAS PAUTAS...

 

UMA VIAGEM GERA MUITOS RECURSOS

 

Outra contemplou CORNELIO PROCÓPIO com 2 (dois) caminhões e 2 (duas) esteiras de transporte pesado. O QUE SERIA MELHOR, ir buscar os milhões em beneficio, ou pra não gastar R$ 200 ou 300 de diária, jogar fora tudo isso e deixar de trazer melhoras e benefícios para a cidade? VAMOS FALAR A VERDADE!

 

Ou o pleito defendido pelo próprio prefeito, que além de projetos defendidos junto a EDUCAÇÃO e a INFRA ESTRUTURA, tendo se reunido com RICARDO BARROS, o ministro que tem a caneta que assinará o CURSO DE MEDICINA para Cornélio Procópio (sim ele estava em um dos eventos e em breve teremos o desenrolar positivo desta questão), SEJA ALGO DIGNO de ser classificado de SEM MOTIVO?

 

E ainda mais, os vereadores e o prefeito se encontram em OUTRO EVENTO, este promovido pela SECRETARIA DE ESPORTES, que atendendo solicitação dos poderes executivos e legislativo, liberaram equipamentos e material esportivo para nossas crianças da rede de ensino municipal, SEJA REALMENTE ALGO SEM VALOR, que não mereça ser trabalhado, discutido e conquistado?

 

Que realmente em vez de utilizar uma diária de “alguns reais” conquistando com isso benefícios de “milhares de reais” seja algo negativo, o que seria positivo, não lutar por melhora alguma na cidade? Abrir mão de benefícios conquistados que devem ser retirados no local via assinatura nos mesmos eventos já citados? Só porque pra buscar um milhão em recursos, tenhamos que ter investido algumas centenas de reais em um deslocamento de pelo menos 1200 km (entre viagem e movimentação entre os lugares de trabalho), ou é MUITA IGNORÂNCAI OU É MUITA FALTA DE CARÁTER.

 

SERÁ SÓ BURRICE E IGNORÂNCIA OU SERÁ MALVADEZA?

 

Falar até papagaio fala! Escrever sobre o que acha, apenas fazendo juízo sem passar os detalhes de informação é prática de quem sem conteúdo, escreve correndo e sem compromisso com a verdade, só para inflar o ego e correr pra contar vantagens em botecos da cidade, onde dependendo do grau embriaguez, volta a traz e DESDIZ O QUE DISSE, chegando falar contra ele mesmo na embriagues (incoerência) ou tomando geral de batida policial por VADIAGEM, que talvez seja o motivo da falta de pesquisa, de números exatos, de detalhes sobre os fatos e toda coisa publicada.

 

Meu falecido avô já me advertia: “Cuidado com os URUBUS embriagados. Eles rodeiam, rodeiam e tonto sem achado, fabricam suas próprias carniças que vomitam como palavras tolas sobre fatos não averiguados. Por isso que quem QUER FAZ, quem não quer só critica”.

 

Ou como diria um velho ditado: “Enquanto a caravana passa, os cães ladram”. Só esperar que vão me responder, porque se tem algo que vira-lata pulguento não aguenta e pela verdade ser cutucado.

 

REFLEXÃO...

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Publicando o impublicável desde 2011

  • Facebook Black Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now