Tiro de Guerra 05-002 de Cornélio Procópio assume como missão a Doação de Sangue.

13.08.2019

Cornélio Procópio (PR) – Doar sangue é um ato voluntário de salvar vidas, e essa tem sido uma das missões do Tiro de Guerra 05-002 de Cornélio Procópio nos últimos anos. Em parceria com a UCT - Unidade de Coleta e Transfusão da 18ª Regional de Saúde (PR), o TG procopense abraçou novamente a Campanha de Doação de Sangue, envolvendo seus 80 Atiradores em 03 (três) momentos distintos para contribuírem com a coleta e doação de sangue.

Por iniciativa dos subtenentes Geraldo Dilamar das Chagas Vieira e Natanael Rodrigues (instrutores nomeados para o biênio 2018 e 2019), os atiradores se apresentaram em “bloco” comparecendo espontaneamente a UCT da 18ª Regional de Saúde para contribuir com sua doação de sangue, alguns pela primeira vez, ocasião que são feitos testes e um aplicado um questionário de informações sobre o doador, que já ficam sabendo sobre o próprio tipo de sangue e se possuem algum incidência de impeditivos como “anemia”.

 

SALVANDO VIDAS

Quem doa sangue, de uma única vez, pode salvar até quatro vidas.  Com esse gesto, espera-se um aumento significativo no estoque dos bancos de sangue da região.

 

“Nós atendemos à comunidade, e o Exército também atende à comunidade, ou seja, temos a mesma missão comum. E essa parceria é muito importante, pois precisamos manter o nosso estoque de sangue constantemente”, disse a Chefe do UCT da 18ª Regional de Saúde, a enfermeira Tamires Diogo Ito.

 

Além do caráter altruístico da ação, o objetivo é também fortalecer os laços de cooperação entre o Exército Brasileiro e a sociedade civil, envolvendo os Atiradores em diversas ações de caráter social e educativo, a fim de consolidar a formação dos atributos da área afetiva desenvolvidos durante a instrução militar.  “Muita gente está precisando de sangue para realizar cirurgias e é por isso que estamos colaborando”, afirmou um dos atiradores. “O objetivo é ajudar ao próximo e praticar a cidadania”, argumentou um dos jovens Atiradores.

Para doar sangue a pessoa deve pesar no mínimo 50 quilos e ter entre 16 e 69 anos. As mulheres devem respeitar o intervalo de 90 dias entre as doações. Já para os homens o intervalo é de 60 dias. Antes da coleta, ocorre uma pré-triagem e uma entrevista clínica, de maneira sigilosa com os doadores, de maneira sigilosa e confidencial.  “Servir sempre e, esse ato de doar sangue, está dentro desse lema. Com essa Campanha, criamos um gesto não só de solidariedade e de apoio humanitário, mas, o mais importante: o hábito para que o jovem, mesmo após o término do serviço militar, continue a doar pelo resto de sua vida”.

 

OS INTERESSADOS

 

Os interessados em doar sangue devem comparecer ao UCT - Unidade de Coleta e Transfusão, que fica ao lado da unidade do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Paraná (CISNOP), em Cornélio Procópio, na Rua Justino Marquês Bonfim, 17, no Bairro Victor Dantas.

 

A chefe da Unidade de Coleta local é a enfermeira Tamires Diogo Ito e na ocasião da coleta e doação, é realizado um teste rápido de anemia, além da verificação dos sinais vitais e do peso.

 

Na sequência, ocorre uma triagem clínica por meio de entrevista confidencial sobre o estado de saúde, para evitar riscos ao doador e ao receptor.

 

Ela lembra que o doador tem que estar munido de documento pessoal. É preciso estar bem alimentado e evitar tanto a ingestão de comida gordurosa nas quatro horas que antecedam a doação, quanto o consumo de bebidas alcoólicas 12 horas antes da coleta.  "Desde já agradecemos a todos os doadores que integram a UCT e nesta data em especial, aos bravos Atiradores pela iniciativa", destacou Tamires.

 

Condições que impedem a doação                         

  • Resfriado: aguardar 7 dias desde o desaparecimento dos sintomas.

  • Gravidez: aguardar 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana.

  • Amamentação: até 12 meses após o parto.

  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.

  • Tatuagem ou piercing realizado nos últimos 12 meses.

  • Procedimento endoscópico (endoscopia, colonoscopia, rinoscopia): aguardar 6 meses desde o exame.

  • Extração dentária ou tratamento de canal: aguardar 7 dias desde a realização do procedimento.

  • Cirurgia odontológica com anestesia geral: aguardar 4 semanas.

  • Exposição a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses desde a exposição.

  • Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: aguardar 3 meses desde o desaparecimento dos sintomas.

  • Transfusão de sangue: aguardar 1 ano.

  • Vacina contra a gripe: aguardar 48 horas.

  • Herpes: aguardar o desaparecimento das lesões para herpes labial ou genital ou aguardar 6 meses desde a cura para herpes zoster.

 

Cuidados pós-doação de sangue
  • Evite esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas.

  • Aumente a ingestão de líquidos.

  • Não fume por cerca de 2 horas.

  • Evite bebidas alcoólicas por 12 horas.

  • Mantenha o curativo por, pelo menos, quatro horas;

  • Não dirija veículos de grande porte, não trabalhe em andaimes e não pratique paraquedismo ou mergulho.

  • Faça um pequeno lanche e hidrate-se. É importante que o doador continue se sentindo bem durante o dia em que efetuou a doação.

 

FOTOS DO EVENTO 

 Parte dos 80 Atiradores do Tiro de Guerra 05.002

 Fernandinho Peppes fazendo a triagem do soldados doadores

  No atendimento, Dr. Evandro Bragalda Nogueira (bioquimico) 

 A triagem sendo feita por MARIA DO CARMO PEDREIRA MILANEZ (Promotora de Saúde)

OSMAR FREIBERGER preparando o doador (Promotor de Saúde)

KARINE MAIA fazendo a coleta (Promotora de Saúde)

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Publicando o impublicável desde 2011

  • Facebook Black Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now