Paraná Rosa é lançado e pretende levar promoção efetiva à saúde da mulher


Foi dada a largada para o mês de prevenção ao câncer de mama, o Outubro Rosa. Ao lado do governador Carlos Massa Ratinho Júnior, a primeira-dama do Estado, Luciana Saito Massa, o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto e do secretário da Justiça Família e Trabalho, Ney Leprevost, realizaram a abertura do evento Paraná Rosa nesta terça-feira (1º), no Palácio Iguaçu, em Curitiba. Na ocasião também foi assinado o decreto para apoio permanente em ações e políticas públicas de promoção da saúde da mulher.


O Paraná Rosa é uma campanha que será realizada dentro do Outubro Rosa e tem como meta alcançar cerca de 3 milhões de mulheres de todo Estado. O evento passará por43 municípios, promovendo ações de incentivo e cuidado com a saúde da mulher. Serão ofertadas a coleta deexames de colo de útero, agendamentos de mamografia, testes rápidos de hepatite, HIV e sífilis, vacinas e diversas atividades, como palestras de profissionais das áreas de saúde, nutrição e educação física. O objetivo é promover a autoestima da mulher.


Além disso, as unidades móveis de atendimento itinerante à mulher em situação de violência, mais conhecidas como Ônibus Lilás, levarão orientações sobre violência doméstica e familiar, direitos da mulher e assistência social.


O governador enfatizou a importância do Paraná Rosa para a conscientização das mulheres. “O Paraná Rosa é uma campanha de conscientização importante para incentivar as mulheres a cada vez mais fazer os exames de prevenção, ter acesso à informação e obviamente a todos os tratamentos que são necessários para o combate do câncer de mama”, disse Carlos Massa Ratinho Júnior.


Para o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, a campanha vai servir como uma grande mobilização sobre a doença. “Precisamos falar de todas as doenças que atingem as mulheres e priorizar o diagnóstico no primeiro estágio da doença, que tem 88,3% de sobrevida média, quebrar as barreiras e fazer com que essa campanha seja modelo para os demais estados do Brasil”.


PROMOÇÃO DA SAÚDE – A diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da SESA, Maria Goretti David Lopes, enfatizou também a importância da campanha. “O objetivo do Paraná Rosa é trabalhar o outubro na perspectiva da promoção da saúde integral das mulheres, especialmente nesses 43 municípios no aspecto de lançar o que esse governo pretende fazer junto às mulheres para a promoção da sua saúde”.


O câncer de mama é o primeiro em taxa de mortalidade em mulheres no mundo, em 2018. No Paraná foram diagnosticados 3.730 novos casos da doença e no Brasil 59.700. “Precisamos levar a informação para quem não tem o acesso à informação. Precisa ser uma ação mais humanizada e nosso objetivo é que as mulheres saiam dessa campanha mais fortes e conscientes de que a prevenção só depende delas. Não é somente uma campanha para o câncer de mama e sim para qualquer doença. Temos que fazer uma campanha muito bem elaborada para que seja 100% eficaz”, afirmou a primeira-dama.

Luciana falou ainda da importância da mulher dentro da família. “Eu sou mãe, cuidamos de tudo e de todos e, quando vemos, o ano passou e não cuidamos da nossa própria saúde. Não é só para o câncer de mama e a questão da auto-estima, a mulher é um grande pilar na família, então acredito que se ela tiver bem estruturada e forte, o sucesso da família dela e 90%”.


Os primeiros municípios a receber o evento Paraná Rosa já nesta quarta-feira (2) serão Cândido de Abreu e Coronel Domingo Soares, na 22ª e 7ª Regional de Saúde. Seguido de Ortigueira (21ª Regional) e Reserva do Iguaçu (5ª Regional) na quinta-feira (3), Reserva (21ª Regional) e Candói (5ª Regional) na sexta-feira (4), Tamarana (17ª Regional) e Cantagalo (5ª Regional) no sábado (5) e São Jerônimo da Serra (18ª Regional) e Porto Barreiro (5ª Regional) no domingo (6).


OUTUBRO ROSA – O Outubro Rosa é um movimento internacional de mobilização contra o câncer de mama que surgiu em 1997, nos Estados Unidos, e foi instituído no Paraná por meio da lei nº 16.935/2011. O objetivo da campanha é conscientizar as pessoas em relação à prevenção do câncer de mama pelo diagnóstico precoce e o tratamento imediato, evitando mortes pela doença.


PARANÁ ROSA – O Paraná Rosa é um projeto que foi idealizado pela primeira-dama do Paraná, Luciana Saito Massa. O objetivo é levar a todos os cantos do Estado a informação, o cuidado e o acesso aos exames de prevenção ao câncer de mama e de colo de útero. “Desde o princípio a ideia deste projeto é empoderar a mulher, fazer com que a vontade de se cuidar parta realmente dela. O Paraná Rosa é um projeto leve e humanizado, a mulher precisa entender que a prevenção não é somente fazer os exames, a prevenção é o cuidado com a auto-estima, e a prática de exercícios físicos, o cuidado com a alimentação, todos esses fatores contribuem para a prevenção do câncer”.


Tão logo o projeto foi apresentado à Secretaria de Estado da Saúde, foi incorporado integralmente. “Precisamos de iniciativas como esta, o SUS fornece os exames de prevenção gratuitamente para a população o ano inteiro, mas muitas vezes a mulher não se atenta para a própria saúde, e este mês é muito importante para alertar e direcionar esse cuidado para quem sempre cuida da família e muitas vezes acaba esquecendo de cuidar de si”.


NÚMEROS – Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) em 2018 o Brasil registrou 59.700 novos casos de câncer de mama. No Paraná foram 3.730 casos.

Até o mês de junho deste ano, o Estado realizou 144.409 mamografias. Já os exames preventivos de colo de útero foram 295.676. Para oferecer os testes, o Paraná conta com 179 mamógrafos SUS distribuídos nas 22 Regionais de Saúde. Em 2018 o número de óbitos em decorrência da doença alcançou 1.012 mulheres no Paraná.


EXAME - O exame é de fácil acesso e está disponível o ano todo pelo SUS. “O Outubro Rosa dá destaque à causa, mas a prevenção deve ser feita o ano todo, a vida toda. A prevenção ainda é o melhor remédio, pois, se descoberto no início, as chances de cura do câncer são muito grandes”, alerta Beto Preto.


A mamografia deve ser realizada a cada dois anos em mulheres de 50 a 69 anos. Fora da faixa etária e periodicidade, o exame é recomendado somente para mulheres com sinais ou sintomas de câncer de mama, como nódulo, retração do mamilo e outros; ou com histórico familiar em parente de primeiro grau, como mãe, irmã ou filha.


Em relação ao câncer de colo de útero, a recomendação é que seja realizado em todas as mulheres que já iniciaram a vida sexual. Os dois primeiros exames com intervalo de um ano e, se os resultados forem normais, os próximos podem ser realizados a cada três anos.


Site: www.paranarosa.pr.gov.br

PROGRAMAÇÃO

02/10 – Quarta-feira Cândido de Abreu Coronel Domingo Soares

03/10 – Quinta-feira Ortigueira Reserva do Iguaçu

04/10 – Sexta-feira Reserva Candói

05/10 – Sábado

Tamarana Cantagalo

06/10 – Domingo São Jerônimo da Serra Porto Barreiro

09/10 - quarta-feira Sapopema Laranjeiras do Sul

10/10 – Quinta-feira Congonhinhas Rio Bonito do Iguaçu

11/10 – Sexta-feira Santa Amélia Nova Laranjeiras

12/10 – Sábado Jacarezinho

13/10 – Domingo Siqueira Campos Laranjal

14/10 – Segunda-feira Diamante do Sul

16/10 – Quarta-feira Sengé Marquinho

17/10 – Quinta-feira Doutor Ulysses Palmital

18/10 – Sexta-feira Rio Branco do Sul Goioxim

19/10 – Sábado Itaperuçu

20/10 – Domingo Almirante Tamandaré Turvo

23/10 – Quarta-feira Adrianópolis Querência do Norte

24/10 – Quinta-feira Tunas do Paraná Porto Rico

25/10 – Sexta-feira Paranaguá Icaraíma

26/10 - Sábado Antonina Alto Paraíso

27/10 – Domingo Guaraqueçaba São Jorge do Patrocínio

30/10 – Quarta-feira Guaratuba Altônia

31/10 – Quinta-feira Matinhos Terra Roxa

Publicando o impublicável desde 2011

  • Facebook Black Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now