Gestão Acertada Enfrenta Pandemia de Covid-19 com Êxito

28.07.2020

CORNÉLIO PROCÓPIO: Desde que surgiu a pandemia de coronavirus, a prefeitura de Cornélio Procópio já se posicionou fortemente para seu combate em ações que visavam diminuir o impacto de sua propagação.

Quando se confirmaram os primeiros casos de Covid-19, o prefeito Amin Hannouche convocou a sociedade organizada e as entidades de classe e o Ministério Público para juntos estabeleceram um plano de contenção determinando inicialmente o fechamento de todas as áreas públicas e a implantação de barreiras sanitárias nas entradas do município. O primeiro caso no país só seria identificado em fevereiro, mas as atitudes preventivas contra sua chegada a Cornélio Procópio foram antecipadas. 


Com as ações coordenadas a partir da Secretaria Municipal da Saúde,  estabeleceram as primeiras normativas para unidades de saúde, clínicas e hospitais da cidade para um protocolo de atendimento. Na ocasião o prefeito defendeu seu posicionamento dizendo:  “É um vírus novo e que não temos muita informação em relação a ele. O que sabemos é da sua velocidade de propagação é muito rápida e do rastro de destruição que ele tem deixado, a exemplo da China e em países de primeiro mundo é alarmante e pede pronto posicionamento”, comentou, completando em seguida: “Por isso, estamos observando sua evolução e trabalhando as possibilidades de medidas amplas que protejam nossos cidadãos, inclusive se for o caso, de ações de distanciamento social, como esta sendo recomendo pelo Ministério Público”, concluindo seu raciocínio naquele primeiro momento.

 

CAPITAL DA MESORREGIÃO


Cornélio Procópio tem perto de 50 mil habitantes e é uma cidade pólo de sua microrregião que recebe a visita diária de um fluxo de milhares de pessoas e suas ações sempre repercutem nos demais municípios da região. Com a declaração da OMS – Organização Mundial da Saúde de “Estado de Emergência” e o acentuar da manifestação de casos, em 18 de março o executivo procopense decretou situação de emergência em Saúde Pública.
É bom destacar que estas ações foram assertivas e por um momento tanto Cornélio Procópio como a região vislumbraram uma situação de maior controle dos casos que começavam a ser manifestar. Conforme o crescimento da pandemia nos pais, ficava mais evidente o acerto da decisão tomada e da necessidade de ampliar a restrição de contato e circulação de pessoas em lugares públicos como praças, parques infantis, academias, pistas de caminhada, campos de futebol, bosque, lago e demais espaços turísticos como o monumento Cristo Rei que chegou a ser interditado para visitação.


Em abril, o prefeito chegaria há um acordo com o Ministério Público e a Associação Comercial da Cidade formalizaram um TAC (Termo de Ajuste de Contas)  para a reabertura assistida do comércio que já vinha fechado há quase quatro semanas e começava a gerar outro problema, o econômico.


A LUTA SE INTENSIFICA

 

Com o andamento da pandemia e na medida em que setores foram sendo reabertos e passaram a registrar mais movimento de pessoas, a Prefeitura programou uma série de medidas complementares visando equilibrar a proteção contra o vírus e a manutenção de empregos e atividades comerciais. 
Com isso novas medidas mais robustas de fiscalização buscavam o objetivo de orientar a população sobre as posturas sanitárias mais adequadas de forma a não permitir descontrole do enfrentamento e a transmissão do novo coronavírus. Uma delas foi a resolução que estabeleceu critérios para os serviços essenciais (que não chegaram a fechar), como supermecados e farmácias entre outros, com um maior controle, limitando a aglomeração e circulação de pessoas. 


Mesmo com a permissão de voltar a trabalhar, ficou claro a necessidade de observação dos comerciantes e da população em seguir com zelo as recomendações de contenção básicas como o uso de álcool gel e mascaras, além de distanciamento social em lugares de convívio e uso comunitário. Estas medidas se mostravam eficazes até que um caso isolado de desobediência social na promoção de um encontro de família gerando aglomeração e contato de pessoas com um infectado gerou desconforto a população local e a região pelos números de contaminados que frutificaram daquele ato. Novo esforço das equipes de trabalho, agora no mapeamento de um número significativo de pessoas que acabaram tendo contato com este grupo na identificação, isolamento e monitoração dos envolvidos.


DESTAQUES


Neste meio tempo tivemos uma pesquisa da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, a 18ª Regional de Saúde, e com o apoio da FioCruz, sobre Covid-19 na região norte pioneira do Paraná que pode mapear nossa realidade e apresentar um quadro de conhecimento mais fidedigno sobre como se manifesta a pandemia e a conquista  de dez novos leitos de UTI adulto e dez de enfermaria em Cornélio Procópio no Hospital Casa de Saúde Doutor João Lima (Cegen) que passou a integrar a estratégia de leitos exclusivos para atendimento de pacientes com a Covid-19.


Mais a frente em virtude da ampliação do número de diagnósticos positivos, a 18ª Regional de Saúde recomendou e o Governador Ratinho Junior chegou a determinar o fechamento do comércio local dentro de um entendimento de varias localidades, dente elas Cornélio Procópio, mas o prefeito Amin Hannouche em um amplo debate com a comunidade buscou um consenso e dentro da legalidade no entendimento do que era melhor a toda comunidade se deslocou até a capital para tratar diretamente com o governo do Estado e conseguiu manter o sofrido comércio local aberto com novos esforços de contenção e monitoramento em vez do fechamento das atividades.


NÚMEROS ATUALIZADOS


No fechamento desta matéria para publicação desta edição o quadro em Cornélio Procópio encontra-se estabilizado e novamente promissor com os seguintes números publicados no Boletim Oficial COVID-19 da Secretaria Municipal de Saúde, atualizado em 24/07/2020 as 16h30, onde figurava 303 casos confirmados, 69 em investigação e 231 em monitoramento têm 1.101 descartados depois de devidamente acompanhados e analisados,  com 257 curados e 16 óbitos. O enfrentamento continua, mas é bom saber que temos um time liderado por alguém que não mede esforços na defesa de sua gente.

 

 .

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Publicando o impublicável desde 2011

  • Facebook Black Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now